Instituições de ensino, sejam universidades, faculdades, cursos técnicos, profissionalizantes e até ensino online, têm um compromisso com o conteúdo. Frase forte, é verdade. Mas, é isso. Na era digital, não é mais possível conceber uma instituição de ensino que não tenha um bom site, um blog, e que não esteja presente de uma forma estratégica nas redes sociais.

A pergunta é: como utilizar estes canais para atrair mais alunos ao mesmo tempo em que se fortalece a imagem da IE? A resposta está no Inbound Marketing!

E é sobre ele que vamos conversar neste artigo. Você verá, a seguir, o que é Inbound Marketing e porque as instituições de ensino devem investir nele. Acompanhe!

O que é Inbound Marketing?

De uma maneira bem prática, podemos definir Inbound Marketing como o marketing certo, para as pessoas certas e no momento certo. Por meio dele, é possível tornar pessoas que pesquisam na web em visitantes dos canais e, na sequência, em leads, potenciais clientes — no caso das IE, em potenciais alunos.

Trata-se de uma série de atividades que visam atrair as pessoas qualificadas para um relacionamento assertivo. Com Inbound Marketing, de forma automatizada e inteligente, é possível conduzir visitantes por uma trilha de aprendizado, consideração e decisão de compra (matrícula).

A base do inbound marketing é a produção e publicação de conteúdos inteligentes, que satisfaçam as necessidades de conhecimento das pessoas, façam com que elas sintam simpatia e confiança na marca e se sintam motivadas a fechar negócio. E isso é feito por meio da metodologia Inbound, que é diferente da propaganda pura e simples, pois não é invasiva, tem relevância e atrai.

— Leia também: Inbound Marketing – 4 provas da sua eficácia.

4 fortes razões para instituições de ensino investirem em Inbound Marketing

Veja, a seguir, os principais motivos para fazer no Inbound Marketing a principal estratégia de conquista de novos alunos:

1. Inbound Marketing atrai pessoas interessadas em fazer um curso

Por meio da publicação de conteúdo relevante e atraente, é possível atrair o público-alvo (potenciais estudantes), seja de forma orgânica, sendo encontrado em buscas no Google, seja por meio de links patrocinados que direcionam para materiais ricos onde as pessoas devem deixar seus dados para fazer download (e-books, white papers etc.).

2. Inbound Marketing qualifica leads de forma automatizada

Todo o esforço que a equipe de vendas da instituição de ensino faz para separar o joio do trigo (pessoas realmente interessadas daquelas apenas curiosas) é feito de forma automatizada.

É relativamente simples. Com uma ferramenta de inbound marketing, é possível desenhar uma trilha, uma jornada do consumidor, determinando um caminho que o visitante do site, por exemplo, deve seguir até se tornar um lead qualificado. E isso é parametrizado no sistema, não é necessária nenhuma interferência humana.

Assim, o sistema entende que ao chegar em um determinado estágio, o usuário está apto para receber uma ligação ou receber uma oferta por e-mail para efetuar a matrícula. Isso aumenta a capacidade produtiva ao mesmo tempo em que diminui o custo de aquisição de novos alunos.

3. Inbound Marketing retém alunos até o final do curso

Fazer com que os alunos só saiam da IE com o diploma na mão, especialmente neste momento de crise que o país está vivendo, não é tarefa fácil. Também nisso o Inbound Marketing pode ajudar.

É possível, por meio dele, manter um relacionamento com os alunos entregando conteúdo de qualidade por meio de uma newsletter periódica, oferecendo e-books de qualidade, mantendo o diálogo aberto e próximo nas redes sociais, dentre outras ações.

4. Inbound Marketing tem o melhor custo-benefício para as instituições de ensino

Por fim, e não menos importante, destacamos que fazer Inbound Marketing é relativamente barato. Por várias razões. Primeiro que o inbound marketing é feito no meio digital (onde os jovens estão a maior parte do seu tempo). Os canais digitais, quando não são gratuitos (redes sociais, por exemplo), custam muito pouco para serem construídos (site, blog).

Na comparação com o modo tradicional de fazer marketing (anúncios de TV, rádio e impressos em geral), o custo-benefício é imenso. E tem mais: as pessoas estão cada vez menos tolerantes aos anúncios tradicionais, pois eles são invasivos, são Outbound — leia também: Como inovar o processo de marketing.

Você já utiliza a metodologia Inbound Marketing na sua instituição de ensino? Quer saber mais? Fale conosco!