Em momentos de baixo crescimento da economia, como este que o Brasil está vivendo, é normal que as empresas busquem aumentar seus lucros sem elevar despesas. Aliás, esta é uma máxima que deve sempre ser perseguida, mas na crise este assunto volta às mesas de discussões com toda a força.

Hoje resolvemos dar algumas dicas de como fazer isso usando campanhas de vendas online. Você verá, a seguir, que é possível sim diminuir o custo de aquisição de clientes, potencializar as vendas para a carteira ativa e também potencializar o ganho de mercado sem investir muito dinheiro. Acompanhe!

1. Parametrize os canais digitais para vender dia e noite

A tecla que estamos batendo há algum tempo é a seguinte: toda empresa antenada com o que há de mais atual deve explorar a internet para vender dia e noite. Por meio de técnicas, ferramentas e ações de marketing digital é possível fazer isso.

E para começar a fazer isso, como já dissemos em outro artigo, você precisa:

  • Gerar audiência: atrair mais e mais pessoas para site, blog e redes sociais da empresa;
  • Ter ofertas melhores que a concorrência: potencializar a comunicação e as ações para diferenciar o que você vende do que a concorrência entrega;
  • Engajar o público-alvo: transformar os canais digitais em locais onde as pessoas possam entender a proposta de valor e dialogar com a marca;
  • Construir autoridade: colocar a empresa como a mais importante e interessante em seu nicho de atuação.

→ Se você quiser se aprofundar nestes tópicos, leia este artigo: Como começar uma estratégia para vender dia e noite na internet.

2. Crie uma campanha inteligente de vendas online

Outro ponto importante: é preciso fazer com que a campanha de vendas online seja completa e exclusiva para o ambiente digital. O discurso e a força de vendas são os mesmos, porém é preciso falar usando a linguagem da web, usar métodos de marketing digital como Inside Sales, Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo.

Isso significa que você deve usar ferramentas para mensurar resultados e automatizar todo o processo de venda online. Um exemplo: o lead se interessa por seu produto ou serviço, mas quer saber mais. Ele precisa ter conteúdo que lhe ajude a entender melhor seu próprio problema para depois solicitar um contato comercial, ou mesmo efetuar a compra na loja virtual. Para isso, é preciso criar blog posts, e-books, landing pages; enviar sequências de e-mails e ter comandos de ação bem claros.

Em suma, sua campanha deve ser pensada em começo, meio e fim. Você usará todas as ferramentas disponíveis, mas também precisará pensar nas fases do funil de vendas para atrair, qualificar, nutrir e fechar negócios. Tudo isso sem contato humano, já que a meta é reduzir os custos ao máximo.

— Leia também: O que sua empresa precisa para vender na internet.

3. Use o marketing digital para reduzir custos operacionais

Agora uma dica que vem muito ao encontro do objetivo de melhorar os lucros com poucos investimentos em marketing: a automação deve reduzir os custos operacionais. Afinal, de nada adianta ter uma campanha que funcione da forma mais redonda possível se o cliente, no meio do caminho, precisar que um vendedor ligue diversas vezes para ele e o visite, por exemplo.

É aí que a parceria entre o marketing e comercial deve ser trabalhada. O intercâmbio de informações e esforços entre estas duas áreas é fundamental na hora de trabalhar a redução dos custos operacionais. Quanto menos o comercial perder tempo com leads que ainda não estão prontos para comprar, mais tempo ele terá para fazer os “arremates” finais com aqueles leads que já estão no fundo do funil.

Se tudo estiver automatizado, se os leads forem nutridos sem a necessidade de contato humano, a entrada de leads será cada vez maior e as vendas também; os vendedores serão mais produtivos, dedicarão mais tempo fechando negócios.

Você quer receber um diagnóstico do potencial de vendas online da sua empresa? Solicite agora o RAIO X do Marketing Digital. É grátis!