Profissionais autônomos, como advogados, contadores, ou encanadores, por exemplo, costumam ter vontade de divulgar seu negócio, conquistar mais clientes e ter um site para mostrar toda sua expertise profissional. Hoje em dia, as informações estão sendo entregues pelos mais diferentes meios de comunicação. Com apenas um smartphone e um acesso a internet, podemos criar de forma simples e prática  conteúdos, como fotos, vídeos e textos que podem aumentar a presença digital da marca.

Confira a situação a seguir: Sâmia vende doces e pães sem glúten. Claro que ela gostaria muito de aumentar a sua clientela e o número de encomendas, mas o orçamento anda muito curto.  Ela também sabe que a comunicação da marca é algo essencial para que um negócio cresça, não importando o tamanho. Por isso, ela andou pesquisando um pouco sobre marketing. Percebeu que não conhece nenhum canal direto de comunicação com os seus potenciais clientes, e que fazer um anúncio em uma revista, por exemplo, não oferece chances concretas de atingir a quantidade de pessoas para que o valor do investimento valha a pena. Então Sâmia se sentiu em uma encruzilhada.

Identificou-se com o dilema da Sâmia? Afinal, quais são as opções de marketing para os autônomos que não possuem os orçamentos de comunicação das grandes empresas? Ações de marketing digital são altamente aconselhadas para profissionais autônomos, pequenas e médias empresas. Mas não adianta sair usando todas as ferramentas e as tecnologias de uma só vez. É necessário ter um planejamento, uma estratégia e ainda seguir alguns passos.

Confira algumas dicas de como o marketing digital pode ajudar os profissionais autônomos e fazer toda a diferença no seu negócio.

4 dicas essenciais de marketing digital para profissionais autônomos

1. Seja autêntico

Saiba exatamente quem você é, quais são os seus valores e a sua missão. Assim você vai poder se destacar e se comunicar de forma original. Isso significa não copiar outras empresas e suas estratégias de divulgação. Não é porque seu concorrente direto usa determinada rede social que você deve usar também. É importante ainda usar as ferramentas do marketing digital de acordo com os objetivos (trace-os) e com o estágio de presença digital da sua marca.

2. Descubra com quem você quer falar

Antes de sair por aí escolhendo ferramentas e criando perfis em redes sociais, é necessário, antes de mais nada, descobrir quem é seu público – como ele se comporta, quais são seus anseios, dúvidas e frustações e ainda o que ele espera da sua marca. Assim, é mais fácil fazer ações altamente focadas no seu alvo, o que evita o gasto desnecessário e o desperdício de recursos. Em muitas situações, o mais simples pode funcionar incrivelmente melhor e ser exatamente o que a sua empresa precisa para o momento.

3. Saiba onde a sua audiência está

Seu público pode estar no Facebook, no YouTube, no Twitter, no Linkedin, no Instagram, gostar mais de blogs ou ainda ser atraído através da mídia paga (como os banners e os links patrocinados). É importante descobrir onde que a sua audiência está e quais são os melhores canais para conversar com ela. Por exemplo, vendas pelo Facebook são mais indicadas para os varejistas do que para a indústria. O e-commerce pode ser indicado para empresas que possuem produtos exclusivos ou de um nicho bem específico.

Ainda existe o e-mail marketing, uma ferramenta poderosa, que atua diretamente em compras por impulso. Por isso, antes de investir, analise e converse com seus parceiros, como uma agência de marketing digital, para levantar os argumentos e selecionar os melhores canais. Também descubra o seu tom de voz: qual a melhor forma para dialogar diretamente com seu público? Lembre-se que comunicação não é apenas só falar como também escutar e interagir.

4. Use o mundo digital a seu favor

Importante lembrar que o site da sua empresa ainda é a principal porta de entrada para os seus potenciais clientes. Todas as ações de marketing digital vão passar pelo seu site. Analise como um bom site te ajudou na tomada de decisão na hora de escolher um fornecedor. Por isso, comece pelo básico. Faça um site bonito, agradável de trafegar, e ainda, otimizado para as ferramentas de buscas.  A partir daí, você também pode investir em outros canais de relacionamento e de divulgação da sua marca.

Entenda melhor os blogs e redes sociais

Ter um blog corpotativo se tornou uma das ferramentas mais importantes para aumentar o alcance da sua marca e atrair mais clientes. Segundo pesquisa liderada pelo HubSpot, hoje em dia, o número de pessoas que entram em blogs aumentou 31% do que há três anos. E mais: 46% acessam o mesmo blog mais de uma vez por dia. Nos Estados Unidos, 40% das empresas usam blogs para propósitos de marketing.

No blog, você pode publicar conteúdos de qualidade e relevantes para seus prospects e futuros clientes. Um blog atualizado é uma das melhores formas de mostrar para sue público a sua experiência e sua expertise dentro da sua área de atuação.

Linkedin, YouTube, Facebook, Instagram, Pinterest… De acordo com analistas do eMarketer (2013), 79% dos brasileiros estão em alguma rede social. Como dissemos anteriormente, é muito importante descobrir qual a melhor para investir e se aproximar da sua audiência.  Uma vez identificado, é interessante entrar em grupos de discussões sobre os temas que são do seu real interesse. Também, é importante utilizar as redes sociais para aumentar o engajamento e interagir. Assim você pode pescar temas para seu blog e aumentar a empatia dos seus seguidores com a sua marca.

Ser o melhor do seu segmento não atrai os clientes. É importante que as pessoas entrem em contato com o seu trabalho, e isso pode ser feito através das ações de marketing digital: conteúdo otimizado para os motores de busca, campanhas de e-mail marketing, ideias publicadas no seu blog e outras estratégias. Lembre-se de utilizar todos os recursos digitais disponíveis!

O que acha de implantar estratégias digitais para melhorar as vendas no seu negócio? Se esse conteúdo foi útil para você, compartilhe!

e-book marketing digital passo a passo