O Estado do Inbound Marketing no Brasil 2015, um relatório realizado pela Hubspot, apontou que 92% das empresas que adotam estratégias de Inbound Marketing obtêm um retorno positivo. Esse é um dos principais motivos para investir em ferramentas focadas no conteúdo para atrair e manter os clientes próximos à marca.

O Inbound Marketing é mais do que a publicidade online em que as empresas postam informações em seus blogs, sites, redes sociais, ebooks e outras ferramentas. Ele se diferencia dos métodos tradicionais, uma vez que os clientes em potencial são atraídos pelo conteúdo interessante e não apenas por anúncios. Dessa maneira a marca se destaca, cativa o público e aumenta a receita de forma previsível. Saiba mais!

As fases de cada estratégia

Basicamente, a estratégia de Inbound Marketing apresenta fases que se complementam, são elas:

– Atrair tráfego: O ponto inicial de uma estratégia de Inbound Marketing é a geração de tráfego para o seu canal (blog e site são os principais);

– Converter visitantes em leads: Leads são contatos qualificados os quais se mostraram interessados no produto/serviço;

– Converter leads em vendas: Os leads precisam estar próximos a marca e quando for o momento adequado para a compra, ele estará mais propenso a fechar negócio com quem está próximo dele;

– Encantar o cliente: Transformar clientes em clientes fidelizados através de conteúdo e bom relacionamento, aumentando assim suas margens;

– Análise: Analisar os resultados para melhoria contínua.

– Resultado: Aumento da receita com Inbound Marketing

Quando se fala em Inbound Marketing, podemos enxergar uma estratégia sustentável no médio e longo prazo. Trata-se de uma estratégia que quanto mais o tempo passa, mais resultados trará a empresa. Isso ocorre devido a característica de continuar gerando resultados mesmo após o término do investimento, já que o conteúdo permanece na rede para que mais usuários possam vê-lo. Diferente dos anúncios que ficam ativos por menos tempo.

Ao longo do tempo, é possível desenhar uma estratégia eficiente e que se adequa as necessidades do negócio. Nessa perspectiva, cada real investido trará retorno. Veja o exemplo:

Uma determina página na web recebe visitas mensalmente. Se durante os 30 dias ela recebe 200 visitas, no fim do ano serão 2.400 visitas.

Se o gasto for de R$ 200 reais para produzir o conteúdo que atraiu essas visitas, no primeiro mês cada visita teve o custo de R$ 1,00, entretanto até o fim do ano, a visita custará menos de R$ 0,09.

E não é só o investimento menor, o retorno é maior e escalável. Caso a marca tenha interesse em aumentar o número de leads, basta aumentar a quantidade de conteúdo produzido. Além disso, o valor do conteúdo não tende a sofrer alterações pelo tamanho da concorrência, como ocorre com os anúncios.

Métricas que ajudam na elaboração da estratégia

Entre as principais métricas que podem ser mensuradas estão:

– ROI – Retorno sobre o investimento;

– Taxa de Conversão

– Taxa de conversão de visitante para lead;

– Taxa de conversão de lead para cliente;

– Custo por lead (R$);

– Taxa de cliques Call-to- action (CTA);

– Taxa de conversão de Landing Page;

– Custo por visitante;

– Custo Por lead e entre outras.

É importante ter sempre o apoio de uma empresa, principalmente se não tem conhecimento em como mensurar e direcionar a estratégia de conteúdo. A Marketeria é uma agência digital oferece soluções estratégicas que geram resultados surpreendentes.

Quer saber como o Inbound Marketing pode ajudar a alavancar vendas e melhorar os resultados? Acesse ao blog da Marketeria e conheça as novidades do segmento.