SEO para a criação de conteúdo, como utilizar essa técnica

Neste artigo vamos falar sobre como otimizar seu conteúdo para os mecanismos de buscas, conhecido como SEO para criação de conteúdo.Uma das principais vantagens do marketing digital é contar com estratégias complementares. Nesse sentido, é possível contar com metodologias como o SEO (Search Engine Optimization) e o marketing de conteúdo. 

Essa implementação de ações multinível contribui para que os resultados sejam potencializados.

Se por um lado o SEO está associado com a otimização de páginas em prol de melhores posições nos buscadores, por outro, o marketing de conteúdo visa elaborar materiais enriquecedores e específicos para a audiência da empresa.

Dessa maneira, pode-se observar que são dois recursos de grande importância para que as marcas consigam maior visibilidade e autoridade. Para que isso ocorra, no entanto, é preciso que as ações sejam empregadas por profissionais qualificados.

Confira a seguir os principais aspectos dessa ligação e quais são os principais caminhos para desenvolvê-la.

Entenda a relação do SEO com o marketing de conteúdo

Aproveite e leia também:

Para compreender de uma forma mais clara a conexão dessas táticas e o quanto que podem ser importantes para uma empresa, é interessante abordar alguns aspectos do meio digital.

Seja na área industrial, com serviços como enchimento para torre de resfriamento, ou na de cosméticos, há um empoderamento evidente por parte do público. Isso porque eles contam com uma exigência cada vez maior em relação às buscas e conteúdos.

Acrescenta-se a esse fator a competitividade nos mecanismos de pesquisa e o quanto que essas plataformas priorizam uma experiência positiva para os usuários.

Afinal, o tipo de experiência proporcionada é decisiva para que os clientes em potencial continuem na plataforma e contribui para que uma percepção positiva da marca seja criada.

Sendo assim, as páginas, sites e blogs que oferecem uma navegação negativa podem comprometer severamente a atração e envolvimento dos clientes em potencial, como por causa da lentidão para carregar e fluxo comprometido.

Por essa razão, entre os fatores de posicionamento trabalhados no SEO, muitos pontos possuem relação com o conteúdo. Entre esses fatores estão a qualidade, facilidade para ler o conteúdo e a sua importância para a audiência.

Ainda mais, também são trabalhados elementos como o design responsivo, que viabiliza a facilidade no acesso a partir de diferentes telas.

Por exemplo, se um profissional que trabalha no meio industrial e busca por automação, o serviço de programação de CLP (Controlador Lógico Programável) pode ser do seu interesse.

Ao entrar em um site devidamente elaborado, com recursos que atendam um design responsivo, é possível solicitar um orçamento ou esclarecer dúvidas sem enfrentar grande complexidade.

SEO para criação de conteúdo, as principais formas de usar

Anteriormente, foi identificado o tipo de relação do marketing de conteúdo com as táticas de SEO. 

No entanto, é muito comum que apareçam dúvidas sobre como, de fato, as técnicas podem ser usadas nos materiais produzidos.

A seguir, veja algumas das principais alternativas:

1. Palavras-chave, é a base do SEO para criação de conteúdo

As palavras-chave correspondem aos termos empregados pelos internautas no momento da pesquisa.

Para que elas sejam usadas adequadamente ao longo do material, é preciso que exista atenção em aspectos como a qualidade e frequência.

Embora haja exatidão da quantidade de vezes que o termo deve ser aplicado, é importante que seja o mais natural possível e com o uso de variações. Isso deve ocorrer, especialmente, para que as expectativas da audiência sejam superadas.

Além disso, o estudo de palavras-chave é indispensável para que seja usada corretamente, principalmente por consistir na averiguação de termos que apresentam grande potencial de busca, de acordo com as metas estabelecidas.

Para uma empresa que realiza manutenção preventiva geradores diesel ou de qualquer outro setor, essa análise é decisiva para identificar o que possui maior relevância para o conteúdo.

É interessante que as variações selecionadas também sejam relevantes e, por essa razão, o volume de busca deve ser cautelosamente detectado.

Não é apenas o conteúdo que deve contar com a palavra-chave para que haja o posicionamento da empresa.

Isso porque a aplicação desse termo em lugares como a URL e no título é favorável para potencializar as chances de que o conteúdo da marca seja encontrado.

2. Títulos

Sabe-se que a criação de títulos exige grande atenção em todas as áreas, uma vez que é decisivo para que o leitor, de fato, tenha interesse pelo conteúdo.

Nesse cenário, o título interno e o título SEO possuem grande influência no ranqueamento. No primeiro caso, trata-se do título visualizado pelo usuário ao acessar a página da empresa. Já o segundo é detectado nos mecanismos de busca.

Sendo assim, enquanto o título que aparece nos resultados dos mecanismos de busca possui a função de estimular que o leitor acesse o conteúdo, o interno deve despertar o interesse pela leitura.

Em ambos os casos, é importante a palavra-chave seja inserida. Contudo, na opção interna, não há obrigatoriedade sobre o posicionamento à esquerda.

3. Heading tags

Nesse cenário, uma empresa que realiza pintura de faixa de estacionamento e deseja aprimorar ainda mais o conteúdo em relação aos títulos pode apostar na hierarquização do material.

Essa é uma forma de potencializar os resultados do conteúdo, tanto em relação aos leitores, quanto para os mecanismos de busca. 

Para isso, os subtítulos também devem ser trabalhados, o que pode transmitir mais facilidade para a leitura.

As tags de cabeçalho, mais conhecidas por heading tags são indispensáveis nesse ponto, pois viabilizam a definição da importância e organização de cada elemento do H1 ao H6.

Vale destacar neste ponto que o mais indicado para os conteúdos online e para um bom rankeamento é que seja utilizado até o h3 para organizar o texto.

4. Imagens

As imagens podem tornar o conteúdo ainda mais atrativo para a audiência, além de contribuir com materiais menos desgastantes, por conta das pausas promovidas.

No entanto, não basta que sejam colocadas ao longo do material, pois otimizações também estão associadas com esses itens.

Para se ter uma ideia, em um conteúdo sobre as possibilidades de trabalho com um centro de usinagem horizontal, os profissionais podem apostar em um nome estratégico para utilizar na imagem. 

Desse modo, uma boa ideia para isso é salvar a imagem com a palavra-chave separada por hifens.

Além disso, a imagem precisa ser inserida em um momento adequado para fazer a quebra do texto de forma mais certeira.

Mais ainda, é preciso atenção com as configurações da imagem. Como os buscadores só detectam código e texto, é interessante apostar no alt text, que também serve para que indivíduos com deficiência visual detectem o que é abordado na imagem.

O tamanho da imagem também deve ser avaliado para não comprometer o tempo de carregamento da plataforma, uma vez que poderia causar o abandono da página.

5. Links internos e externos

Tanto os links internos quanto os externos são monitorados pelos robôs dos mecanismos de pesquisa e contribuem com a autoridade do empreendimento, pois a qualidade e quantidade são averiguadas.

O primeiro termo está associado com direcionamentos realizados dentro da plataforma, como um conteúdo sobre mezanino metálico que apresenta um link para um material da empresa sobre as vantagens dessa estrutura para diferentes ambientes.

Já os links externos estão associados com outras plataformas. Nesse contexto é possível dizer que quanto mais links determinada página receber, maior será sua autoridade.

No entanto, é importante que sejam links de plataformas que abordam o mesmo tema e que sejam relevantes.

Assim, a estratégia que atende a obtenção dos links é chamada de link building, sendo um pilar significativo de SEO para criação de conteúdo.

Nesse caso, para aumentar as chances de resultados positivos, é interessante procurar por parcerias e elaborar conteúdos que tenham um maior potencial de compartilhamentos e menções.

Por exemplo, uma empresa que fabrica peças de aço e conta com processos como solda em aço carbono, pode apostar em materiais como:

  • Pesquisas;
  • Conteúdos virais;
  • Infográficos;
  • Artigos.

Enquanto as pesquisas e artigos têm um maior potencial de menção como referência, os artigos e conteúdos virais tem grandes chances de compartilhamento.

A importância da análise de dados

Buscar constantemente por melhorias é algo necessário para as empresas, principalmente para atender as tendências, preservar um desenvolvimento sustentável e alcançar destaque.

Uma das ações de grande impacto para que otimizações sejam realizadas é o acompanhamento de resultados.

Por exemplo, uma empresa que realiza corte de chapas de aço pode identificar mais facilmente as necessidades de ajustes a partir da mensuração dos resultados.

Ainda mais, é válido considerar que, hoje em dia, uma série de ferramentas podem contribuir para que o desempenho da marca em diferentes estratégias seja acompanhado de forma precisa.

No entanto, torna-se importante que os profissionais tenham ideia do que deve ser averiguado, pois a análise de dados incompatíveis com as táticas inviabiliza conclusões assertivas.

A diversidade é notável em relação aos fatores que podem ser mensurados, como número de conversões, tráfego orgânico alcançado, cliques em links e a autoridade dos links alcançados.

Para ter um direcionamento melhor sobre o que deve ser avaliado, é de grande importância considerar os objetivos.

Por essa razão, pode-se dizer que a clareza nas metas estabelecidas possuem impacto positivo desde o planejamento das táticas até o monitoramento.

É válido observar que não há um padrão a ser seguido devido a importância das particularidades de cada empresa, o que viabiliza uma presença ainda mais efetiva no mercado.

Agora que você entendeu como utilizar técnicas de SEO para atrair mais clientes, vamos falar sobre funis?